Sala Verde UFSC
  • Semana do Ecocaderno

    Publicado em 29/02/2016 às 14:36

    Montagem de Ecocadernos

     

    O semestre está quase começando, você já tem seu caderno? Precisa de uma agenda para anotar seus compromissos? Que tal começar esse ano com uma atitude diferente?
    Do dia 07/03 ao dia 10/03,das 14:15 às 16:30h,  a Sala Verde UFSC estará realizando a Semana do Ecocaderno!
    Faça você mesmo seu caderno! Economize e ainda ajude a natureza! 
    Para participar se inscreva aqui.
    Não fique de fora dessa! Traga seus amigos e venha fazer seu ecocaderno!

     


  • Pesquisadores da UFSC encontram nova espécie de planta, já ameaçada

    Publicado em 19/02/2016 às 14:31

         A Commelina catharinecommelina2-225x300nsis é uma flor herbácea amarela, encontrada em campo de restinga na Praia do Sonho, na Palhoça. Sua cor é a característica principal: é um tipo planta comum, popularmente conhecida como trapoeraba, mas, na América do Sul, as espécies têm flores azuis. Ela floresce e frutifica, de acordo com as informações disponíveis até o momento, entre outubro e março.

         O único local em que ela foi encontrada é uma área de menos de 600 m², e os pesquisadores contaram menos de 30 indivíduos. “Desde 2011, quando a observamos pela primeira vez, vasculhamos a área e não encontramos em nenhum outro local”, destaca o professor João de Deus Medeiros, do Departamento de Botânica da UFSC. Não é a primeira vez que a Commelina catharinensis é encontrada: havia registro de coleta da planta em 1971, na Praia do Sol, em Laguna, em ambiente semelhante, um campo de restinga; mas, na ocasião, ela não foi identificada. Agora, após verificarem que a flor achada na Praia do Sonho é uma espécie que ainda não havia sido catalogada, compararam-na com o achado anterior e verificaram que é a mesma. “Fomos então à Praia do Sol procurar e não encontramos nada. Provavelmente aconteceu lá o que tememos aqui”, cogita Medeiros

    Leia a notícia completa aqui


  • A Sala Verde está de volta!!

    Publicado em 15/02/2016 às 14:51

    A Sala Verde retomou suas atividades. Começamos o ano oferecendo uma boa sugestão de workshop:  nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, acontecerá o workshop “Mindfulness na APS”, com Marcelo Demarzo, docente em medicina preventiva na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

    Mindfulness é um termo que designa um estado mental meditativo, que se utiliza de algumas bases como respiração, movimentos corporais e sensoriais, para promoção da saúde em casos como diagnósticos de câncer, ansiedade, dores crônicas, cardiopatias e todos os outros transtornos relacionados ao estresse.

    O evento ocorrerá na sala 922 do Centro de Ciências da Saúde (CCS), a partir das 18h.

    Para se inscrever acesse o site: http://www.pmf.sc.gov.br/sistemas/saude/cursos/inscricao.php?cod_curso=300355088


  • HORÁRIO DE TRABALHO NA SALA VERDE UFSC EM FEVEREIRO

    Publicado em 12/02/2016 às 13:02

    HORÁRIO DE TRABALHO NA SALA VERDE UFSC EM FEVEREIRO
    A partir desta segunda-feira, dia 15 de fevereiro, trabalharemos SOMENTE À TARDE; de segunda a sexta-feira – das 13:30h às 17:30 horas.

    Atenciosamente, Equipe Sala Verde UFSC.


  • RECESSO DE FIM DE ANO E FÉRIAS NA SALA VERDE UFSC

    Publicado em 23/12/2015 às 9:28

    Em função do recesso de fim de ano e férias laborais, a Sala Verde UFSC estará fechada do dia 24 de dezembro de 2015 até 29 de janeiro de 2016.

    Retornamos para atendimento no dia 11 de fevereiro de 2016, das 08:00 às 12:00 horas.

    Que a Luz Divina do Natal esteja presente durante todo o Novo Ano de 2016!!!
    Abraços da Equipe Sala Verde UFSC

    Fones: 37219044, 37216469 e TIM 84185807
    facebook.com/SalaVerdeUFSC/
    salaverde@contato.ufsc.br
    www.salaverde.ufsc.br


  • Sala Verde UFSC completa 10 anos de inauguração

    Publicado em 18/11/2015 às 16:02

    Ontem, dia 17 de novembro, a Sala Verde UFSC completou 10 anos da fundação de seu espaço. Gostaríamos de hoje poder resgatar um pouco da memória deste espaço tão importante onde se promove InFormAção  SocioAmbiental .

    Como projeto ela se propõe a atuar sendo local onde se promovem diversos espaços para proporcionar maior alcance e abrangência da educação ambiental. São estes os espaços:

    1

    Tendo trabalhado nessa perspectiva, a Sala Verde UFSC durante seus 10 anos de existência se envolveu com diversas atividades não somente no ambiente acadêmico mas também em escolas, em parcerias com órgãos ambientais e com a comunidade da região. Dentre diversas ações promovidas por todas as pessoas que já compuseram as equipes da Sala Verde podemos destacar algumas ações que resgatamos em nossa memória:

    Entre 2004 e 2008, a Sala Verde promoveu ações de educação ambiental com escolas do maciço do Morro da Cruz, com o Colégio de Aplicação, e também com  as Escolas Simão Hess e Vitor Miguel de Souza As atividades realizadas focavam em temáticas ambientais tendo como principal método de desenvolvimento das ações o protagonismo juvenil. Entre essas atividades podemos dar destaque ao Aprendendo a Cuidar, que visava a promoção de educação ambiental nessas escolas através de vivências e práticas, por exemplo, do cuidado da horta e dos jardins escolares.

    digitalizar0028

    digitalizar0026

    Na E.E.B. Jurema Cavalazzi a Sala Verde promoveu, além do Aprendendo a Cuidar, em parceria com a equipe pedagógica da escola, a criação do grupo Com-Vida (Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida). Este projeto é uma proposta do Ministério do Meio Ambiente para desenvolvimento

    de um espaço democrático e participativo que congregue toda a comunidade escolar e fomente iniciativas voltadas para a sustentabilidade socioambiental e à melhoria da qualidade de vida na escola e sua comunidade, assim como o diálogo sobre temas socioambientais contemporâneos.¹

     

    2 3

    Assembleia do grupo Com-Vida na E.E.B. Jurema Cavalazzi

     

    Um outro projeto desenvolvido em ambientes escolares foi o Água de Beber. Nele crianças e adolescentes puderam conhecer melhor a importância da água através de pesquisas, saídas de campo e oficinas. A partir desse aprendizado os integrantes do projeto expuseram seu conhecimento na Feira de Ciências em sua escola e também na Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão na UFSC

    5     4

    Nos anos de 2007 à 2012 a Sala Verde promoveu outras diversas ações, entre elas o Sala Verde Vai à Feira. Nesta iniciativa a equipe se propôs a ir às ecofeiras da Lagoa da Conceição e da UFSC para conhecer, conversar e colher opiniões a respeito do consumo de alimentos orgânicos. A Sala Verde também visitou alguns produtores e chegou a ter sua própria barraca na Feira da UFSC, onde conversava com os frequentadores da feira e ocasionalmente promovia oficinas. 

    7 6

    Uma outra ação com parceria da Sala Verde que começou nesta época e permanece até os dias atuais são as ações de educação ambiental no Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC. Nesta época, através dos trabalhos realizados com Neldo Wazlawick, foi feito o Paisagismo Pedagógico, quando foram cultivadas os Jardins do NDI. 

    Durante todos esses anos a Sala Verde tem sido presente na Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão na UFSC. A mostra de seu trabalho no ano de 2012, durante a 11ª SEPEX, lhe rendeu o prêmio de melhor estande na área de Economia Verde, Sustentabilidade e Erradicação da Pobreza. Equipe da Sala Verde recebendo o prêmio de melhor estande na área de Economia Verde, Sustentabilidade e Erradicação da Pobreza, entregue pela reitora da UFSC.

    Ainda no ano de 2012, a Sala Verde deu início a um de seus projetos que permanece até os dias atuais, o Educar Brincando – a Mata Atlântica em foco. A partir de um modelo de educação ambiental não formal, são propostas atividades lúdicas e recreativas para promover a sensibilização dos participantes.  

    Creche São Francisco 13 NOV 207 Crianças jogando na 11ª Sepex. 25 de outubro 2012 108

    No ano de 2013 o projeto iniciado foi o Oficinas para uma vida melhor. Neste projeto todos são convidados a ministrar uma oficina todos aqueles que queiram partilhar o seu saber fazendo e ensinando outros a fazer algo para uma vida melhor. Como aprendiz podem participar todos os que se sintam em sintonia com a proposta da oficina oferecida. 

    Oficina de Alimentação Viva, realizada na Sala Verde durante a 11ª Sepex. Montagem de Ecocadernos ARRUMADA3

     

    Durante esses anos a Sala Verde também esteve presentes em encontros como o Encontro Catarinense de Educação Ambiental em 2012 e 2014 e do Fórum Brasileiro de Educação Ambiental em 2012 e 2014.

    Além dessas propostas vários outras foram e estão sendo construídas. Nossa Sala Verde é um espaço de permanente construção de ações que visam propagar a educação ambiental e para essa missão contamos com todos os que se propõe a contribuir, criando assim um espaço de protagonismo coletivo.

    Que muito mais dessas ações se realizem e que possamos estar juntos nos próximos anos da Sala Verde UFSC!

    Em breve, informações sobre a confraternização 10 anos Sala Verde UFSC! Não fique de fora!!

    ¹MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (Brasil). Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (COM-VIDA) – NOVO.Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/expansao-da-rede-federal/194-secretarias-112877938/secad-educacao-continuada-223369541/17456-comissao-de-meio-ambiente-e-qualidade-de-vida-com-vida-novo>. Acesso em: 20 out. 2015. 

     


  • Sessões do Planeta.Doc terminam nesta sexta (13)

    Publicado em 12/11/2015 às 21:02

    “O Sal da Terra” será exibido gratuitamente no CIC, na Capital

    Sal da Terra 2(1)

    Vinte filmes estarão gratuitamente em cartaz nesta sexta-feira (13) para o último dia de sessões abertas ao público do Festival Internacional de Cinema Socioambiental. O encerramento da Mostra Competitiva do Planeta.Doc na Capital será no Centro Integrado de Cultura, às 20h, com exibição do premiado documentário franco-brasileiro ‘O Sal da Terra’, indicado ao Oscar 2015 e vencedor do César na categoria. O mesmo filme estará na UDESC de Laguna, às 21h, na despedida do evento na cidade. Dirigido pelo alemão Wim Wenders e pelo brasileiro Juliano Salgado, a obra conta a trajetória do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado e apresenta seu ambicioso projeto ‘Gênesis’, expedição que teve como objetivo registrar, a partir de imagens, civilizações e regiões do planeta até então inexploradas.

    Outros importantes representantes do cinema ambiental – ‘O Último Oceano’, ‘Planetário’, ‘Era Uma Vez Uma Floresta’, ‘Drone’ e a bela animação brasileira ‘O Menino e o Mundo’, que entrou na lista para concorrer à indicação ao Oscar 2016 – serão exibidos nesta sexta-feira no CIC, UFSC e UDESC de Florianópolis e Laguna, sendo todos com entrada gratuita. Desde o início do evento, em 26 de outubro, a programação contemplou 83 filmes exibidos em quase 300 sessões espalhadas por Florianópolis, Laguna e Ibirama.

    “Nesta segunda edição, em parceria com a UDESC, estendemos o festival para outras regiões do estado e a aceitação foi maravilhosa”, comemora Mônica Linhares, diretora do evento. “O Planeta.Doc foi uma janela para conhecermos o que tem acontecido no mundo, com milhares de pessoas passando pelas salas de cinema e debatendo as questões sociais e ambientais por meio da sétima arte”, finaliza a diretora.

    CIC

    20h00: O Sal da Terra

    21h40: Era Uma Vez Uma Floresta

    UFSC

    10h00: O Último Oceano (Reitoria)

    11h30: A Última Chamada (Reitoria)

    13h00: Comercializando a Natureza (Reitoria)

    14h30: O Jogo da Extinção (Reitoria)

    16h00: O Outro Homem: F.W. de Klerl e o fim do Apartheid (Reitoria)

    17h30: A tragédia do Lixo Eletrônico (Reitoria)

    19h00: Planetário (Reitoria)

    19h00: O Caminho do Algodão (Eng. Prod.)

    20h30: Drone (Reitoria)

    UDESC FLORIANÓPOLIS

    13h30: Mostra Curtas I

    15h20: Carne e Leite

    17h00: Mostra Curtas II

    18h20: Planetário

    20h00: A escala Humana

    UDESC LAGUNA

    10h30: O Menino e o  Mundo

    15h30: Como Mudar o Mundo

    19h00: Ame a Natureza

    21h00: O Sal da Terra

     

    Alguns Trailers:


  • Curso forma agente em educação ambiental

    Publicado em 06/11/2015 às 15:55
    Jorge Cardoso/MMA
    Agricultor familiar: beneficiado

    Edital seleciona instituições que vão compor turmas com total de 1.400 estudantes. O objetivo é incentivar a agroecologia e fortalecer a agricultura familiar

     

    Por: Cristina Ávila – Editor: Marco Moreira

    O Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (PEAAF), do Ministério do Meio Ambiente, lançou, nesta terça-feira (27/10), o edital de chamada pública n°01/2015, que vai selecionar instituições responsáveis pela formação de 1.400 agentes populares de educação ambiental na agricultura familiar no país.

    Em aulas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), do MMA, os alunos serão orientados a pensar sobre os aspectos socioambientais do território onde vivem, para que possam contribuir com a melhoria da qualidade de vida e conservação dos recursos naturais no meio rural.

    TUTORES

    “As instituições candidatas podem propor uma a cinco turmas com 35 alunos cada uma, e devem indicar um tutor para cada uma delas. Esse profissional será preparado em um encontro de tutores que será realizado em Brasília”, afirma o coordenador do PEAAF, Alex Bernal. Ele explica que serão realizadas discussões como conservação do solo, da água e modos de produção agrícola. Os conteúdos serão abordados por meio de material didático impresso fornecido pelo Ministério do Meio Ambiente.

    Podem se candidatar ao edital instituições públicas e privadas sem fins lucrativos. Na seleção, serão priorizadas aquelas que tenham capacidade de articulação direta com agricultores familiares ou que demonstrem essa capacidade por meio de parcerias.

    O objetivo desse curso é fortalecer a agricultura familiar e incentivar a reflexão sobre as realidades do campo, a produção de alimentos de forma sustentável e a conservação do meio ambiente, enfatiza Alex Bernal. A iniciativa pretende estimular mudanças de padrões da agricultura, dos modelos de monocultura com uso de agrotóxicos para modelos naturais, que privilegiem práticas tradicionais de tratamento da terra e da natureza, com colheitas mais saudáveis.

    COMO FUNCIONA

    Grande parte do curso será pela internet, no AVA, mas devem ser previstos pelo menos dois momentos presenciais com os alunos. Um para apresentação do método e o outro para avaliação e encerramento das aulas. Também podem ser programadas atividades de campo, visitas técnicas e oficinas.

    As turmas devem ser formadas por jovens moradores das áreas rurais, agricultores, agricultoras, agentes comunitários e agentes públicos. Os estudantes devem ter no mínimo 16 anos. O curso terá um total de 180 horas, com duração de cinco meses.

    Fonte: Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA) – (61) 20281165

    Documentos:

     Confira o edital

  • Convite especial:

    Publicado em 28/10/2015 às 15:14

    Convite Abertura PlanetaDoc


  • ABERTURA DO PLANETA.DOC HOJE!!!

    Publicado em 26/10/2015 às 15:02

    A abertura do Planeta.Doc – Festival de Cinema Sociaoambiental – na UFSC acontecerá esta noite, às 19h, no Auditório da Reitoria. O filme exibido será “Desculpe pelo Transtorno” e contará com a presença de Todd Southgate, diretor da obra. A vice-diretora da Universidade, Lúcia Pacheco, e a diretora do Planeta.Doc, Mônica Linhares, também participarão do evento. A entrada é gratuita e toda a comunidade universitária está convidada.

    Filmado em FlorianóDesculpe pelo Transtornopolis, o documentário narra a história de Seu Chico, um pescador que perdeu seu tradicional bar no Campeche. Esse fato marcou a luta de uma comunidade contra o desenvolvimento desenfreado e os interesses políticos da região. A obra recebeu vários prêmios, entre eles, melhor documentário no 19º Festival, eleito pelo júri popular, seleção oficial da Cine´Eco 2015, em Portugal, e do FICA 2015. As informações completas estão no site http://www.desculpepelotranstorno.com

    Confira o trailer do filme: https://www.youtube.com/watch?v=Z8qNagWZ2-o.